Congregação SCJ tem novo provincial

Padre Sildo César da Costa transmite mensagem aos alunos e colaboradores do Colégio São Luiz

Notícias

14.03.2021 - 17:00:00 | 6 minutos de leitura

Autor - Imprensa São Luiz
Congregação SCJ tem novo provincial

Hoje, 14 de março, dia de aniversário do fundador da Congregação dos Padres do Sagrado Coração de Jesus (SCJ), padre João Leão Dehon, a Província Brasil Meridional anuncia a posse de seu novo Superior Provincial, padre Sildo César da Costa. Natural de Joinville, padre Sildo é irmão do atual diretor do Colégio São Luiz, padre Silvano João da Costa, e do também sacerdote, padre Sérgio Luiz da Costa que, neste momento, além das atribuições religiosas, se dedica ao cuidado da mãe Inês, em Navegantes (SC).
Na última semana, padre Sildo concedeu uma entrevista exclusiva para o Colégio São Luiz e deixa também sua mensagem aos alunos e colaboradores.

Qual o sentimento e o desafio de assumir a posição de Provincial?
É uma mescla de alegria em poder servir a Província e de ser pequeno, diante deste grande desafio. Mas é ali que está minha confiança em Deus, que é maior do que tudo. Pequeno como sou, confio no grande amor de Deus. O sim que dei para ser provincial reafirma o compromisso de ordenação, do qual meus irmãos e eu escolhemos o mesmo tema: “Eis que venho, ó Deus, para fazer a tua vontade” (Heb 10,7). Não importa onde eu esteja, cumprir a missão é sempre algo desafiador. Devemos aprender com a pandemia a viver bem o hoje, na confiança de que o amanhã será melhor.

Qual a visão que a Congregação SCJ tem da educação?
Quando Padre João Leão Dehon fundou a Congregação dos Padres do Sagrado Coração de Jesus (SCJ), em 1878, na França, ele também iniciou um trabalho educacional, como diretor do Colégio São João. Ele quis que a educação formasse pessoas autênticas, imbuídas de valores e abertas à dimensão transcendente da vida. Por isso a congregação mantém este olhar e, onde estamos presentes, assumimos nossa missão educacional. A ideia que nós temos como congregação, nesta dimensão, é de visar a construção do ser humano na sua integridade, na descoberta de valores e virtudes. Não podemos esquecer também da formação na dimensão da fé, que é o nosso fundamento. Somos uma entidade educacional confessional, temos a visão de levar adiante o olhar para o transcendente, que ilumina a compreensão do mundo, da vida e da nossa essência. A missão é fazer acontecer aquilo que o nosso fundador sempre tinha em mente: a formação do caráter da pessoa, para que seja um sinal de transformação na sociedade, que mude realidades através dos princípios básicos da dimensão da fé.

Quais os planos da Província nesta área?
A gente ama aquilo que conhece. A nossa missão agora é buscar o diálogo para conhecer tudo que se refere à dimensão educacional. O diálogo faz a gente crescer e cresce também a obra. Quando se cria o diálogo, se formam ligações importantes, há unificação e mais certeza sobre aquilo que se quer. Além da Província, nosso diálogo acontecerá com a mantenedora das educacionais dehonianas, que chamamos de ADBM, com as mantidas, que são os colégios e faculdades e com as dimensões sociais da congregação. Vamos traçar um caminho para que possamos criar um planejamento para o bom andamento deste trabalho, buscando ser presença dehoniana e com o nosso carisma inserido no cotidiano das obras educacionais.

Qual a mensagem que o senhor deixa para as Educacionais?
Quero agradecer às nossas entidades educacionais e todas as pessoas envolvidas neste período de pandemia, que estão fazendo o possível e o impossível para que a obra continue. Para todos os colaboradores, desejo muita força e ânimo para enfrentar o desafio presente. Estamos juntos na caminhada, fazemos parte do mesmo processo e agradeço de coração todo o empenho que nossos colaboradores fazem. Quero agradecer a todos os padres envolvidos neste processo, que estão nas obras educacionais. Não apenas os padres de hoje, mas os padres do passado, que também deram sua contribuição. Também agradeço aos pais, que cuidam e se dedicam à educação de seus filhos, que Deus os abençoe por entender esta nova realidade junto com os professores e por construir pontes e unidade em tempos tão difíceis. Não podemos perder a dimensão do crescimento. Tudo isso nos leva a desenvolver algo que antes, quem sabe, nós não conhecíamos. Da minha parte, do governo provincial, estaremos sempre ligados à dimensão educacional, querendo crescer juntos e dispostos a ser luz nesta caminhada.

Saiba mais
Padre Sildo César da Costa nasceu em 10 de dezembro de 1970, em Joinville. É filho de Cristóvão Gervásio da Costa (in memoriam) e de Inês Gazaniga da Costa. Tem dois irmãos, também sacerdotes dehonianos, padre Sérgio Luiz da Costa e padre Silvano João da Costa.
O Superior Provincial iniciou sua caminhada seminarística no Colégio Dehon, em Curitiba, em 1986. Depois, perpassando toda a etapa formativa, morou em Rio Negrinho, Jaraguá do Sul e São Martinho. Professou seus primeiros votos em 25 de fevereiro de 1991 e, no mesmo ano, veio para Brusque cursar Filosofia, onde permaneceu até 1993. Fez estágio no orfanato Instituto Menino São Judas Tadeu, em São Paulo e, entre 1996 a 1999 conclui a Teologia na Faculdade Dehoniana, em Taubaté (SP). Professou votos perpétuos em 12 de fevereiro de 1999, na Paróquia São Luís Gonzaga, em Brusque. No dia seguinte foi ordenado diácono pelas mãos de Dom Murilo Ramos Krieger. Por fim, foi ordenado sacerdote em 11 de dezembro de 1999, ao lado do irmão, padre Sérgio, no Santuário Sagrado Coração de Jesus, em Joinville, pelo bispo Dom Carmo Rohden.
Sua primeira missão foi como vigário da Paróquia São Sebastião (Jaraguá do Sul) onde, no ano seguinte, assumiu a atribuição de pároco, ao mesmo tempo em que exercia outras funções junto à congregação. Em 2007 foi nomeado ecônomo provincial, permanecendo no cargo até 2012, quando se tornou vigário do Santuário SCJ, em Joinville, passando a ser reitor no ano seguinte, ao mesmo tempo em que conciliava atribuições como membro do Conselho de Consultores da Diocese. Em 2017 padre Sildo foi liberado pela congregação para cuidar dos pais, enquanto exercia suas funções religiosas na Paróquia São Cristóvão, em Itajaí, da qual se tornou pároco em 2019. Em outubro do ano passado, foi nomeado novo Superior Provincial.

Outros de Imprensa
Mais em Notícias
 
 
 
Tour virtual

Faça-nos uma visita virtual

Faça-nos uma visita virtual
CLIQUE AQUI
FECHAR
Preencha os seus dados abaixo

Um especialista entrará em contato para mais informações em breve.

Copyright © São Luiz Colégio e Faculdade. Todos os direitos reservados.
Conheça a nossa política de privacidade.